Como foi apresentado no post “Queda de cabelo: o que fazer”, a calvície feminina já afeta 5% das mulheres em todo o mundo. É um dos quadros mais severos entre os problemas capilares e o que mais afeta a autoestima e a socialização, pois os cabelos são parte importante da estética da mulher.

Neste artigo você vai conhecer mais sobre a calvície feminina, suas causas e os principais tratamentos.

O que é calvície feminina

Chamada de alopecia androgênica, a calvície é uma manifestação fisiológica que atinge principalmente os homens, mas que também pode afetar as mulheres. Resulta da hipersensibilidade de receptores hormonais no couro cabeludo, levando ao afinamento progressivo do fio de cabelo até a completa miniaturização do folículo piloso evitando o nascimento de novos fios e deixando o local completamente calvo.

Ocorre devido à uma herança genética e o histórico de calvície pode vir tanto do lado da mãe como do pai. Pesquisas recentes mostram que essa condição afeta cada vez mais as mulheres. Contribuem para isso o stress, as variadas jornadas diárias de trabalho e o abuso com as químicas.

Causas mais comuns da calvície feminina

Em primeiro lugar é preciso identificar os gatilhos que iniciam o processo da calvície feminina ou que agravam a sua condição e, a partir daí, buscar uma solução. As causas mais comuns da calvície feminina são:

● Pós-parto;
● Pós-operatório;
● Interrupção de pílulas anticoncepcionais ou até mesmo de reposição hormonal;
● Infecções, traumas físicos e/ou traumas emocionais;
● Problema na tireóide;
● Problemas nutricionais como a falta de zinco, ferro e proteínas.

Tipos de tratamentos capilares para calvície feminina

O tratamento para a calvície feminina consiste em aplicações de estimulação capilar em três modalidades: eletroterapia, fototerapia e intradermoterapia. Além disso, há o acompanhamento nutricional. Confira cada uma dessas técnicas.

Eletroterapia capilar

São técnicas combinadas de análise e tratamento terapêutico, utilizando recursos físicos:

Alta frequência: técnica onde são utilizados diversos eletrodos de vidro conectados que, por meio de um equipamento, produzem correntes variadas. Tem ação vasodilatadora, calmante, bactericida e antisséptica.
Eletrolifting: é outra técnica que utiliza a corrente contínua. Promove um processo de auto reparo tecidual induzindo a síntese de fatores de crescimento que auxiliam na proliferação celular, promovendo o fortalecimento e crescimento de novos fios de cabelo.
Desincruste: método utilizado para retirar o excesso de oleosidade do couro cabeludo e promover a desobstrução folicular. Ocorre por meio da ação eletroquímica entre o sebo produzido pela glândula sebácea e a corrente contínua.
Microcorrentes: utiliza correntes contínuas que promovem grande estímulo aos folículos e tem ação anti-inflamatória e vasodilatora.

Fototerapia capilar

A Fototerapia é utilizada para o tratamento de diversas alterações tricológicas e consiste no uso da luz para fins terapêuticos, como os lasers de baixa potência e LEDs (Light Emitting Diode) ou, em português, diodo emissor de luz.
A proposta da fototerapia nos folículos pilosos é estimular a produção de energia pela mitocôndria.

Essas moléculas são importantes para reduzir o estresse oxidativo, eliminar radicais livres e facilitar a entrada de mais oxigênio nas células capilares. Cabe ao laser também estimular o fluxo sanguíneo e, consequentemente, melhorar o aporte nutricional dos folículos pilosos. (Fonte: Aplicação da Luz na Dermatologia e Estética. Universidade de São Paulo, 2017).
Essa modalidade terapêutica promove:

● Redução da progressão das alopecias androgenéticas (calvície masculina e feminina);
● Controle do eflúvio telógeno agudo (grande e continuada perda de cabelo) e do quadro de queda temporária dos fios;
● Auxílio no tratamento da dermatite seborreica do couro cabeludo;
● Aumento no processo de cicatrização pós-cirúrgica nos casos de transplante capilar e de crescimento dos fios transplantados.

Intradermoterapia capilar

Essa técnica consiste em micro aplicações de substâncias específicas em toda região capilar de forma precisa. Essas substâncias – aminoácidos, minerais, vitaminas, fatores de crescimento, entre outras -, são utilizadas para tratar quedas de cabelo e estimular o crescimento de novos fios. É indicada em casos de queda de cabelo contínua e também na prevenção e tratamento das calvícies.

Substâncias utilizadas na intradermoterapia:

● 17 Beta Estradiol;
● Biotina;
● D. Pantonal;
● Silício;
● Cobre;
● Minoxidil;
● Procaína;
● Fatores de Crescimento.

Na Recupere, as aplicações de intradermoterapia são realizadas pela Dra. Greize Collin – CRBM:3345

Diferenciais Recupere

Especialista e pioneira em Tricologia em Santa Catarina, a Recupere utiliza métodos seguros para o tratamento de queda de cabelo e problemas capilares como a calvície feminina.

Para oferecer os tratamentos mais avançados, prezando pela excelência em todos os protocolos, mantém uma equipe multidisciplinar em constante aperfeiçoamento e instalações e equipamentos com o que há de mais avançado na área. Os resultados são atestados por nossos clientes.

Agora que você conhece as causas e os principais tratamentos para a calvície feminina, não espere mais:

E continue acompanhando as novidades em tratamentos de queda de cabelo e problemas capilares aqui no Blog da Recupere.