Todo mundo consegue se identificar em algum nível com a ideia de postergar a resolução de um problema. Afinal, quem nunca fez isso ao menos uma vez? A rotina corrida e o cansaço são alguns dos fatores que fazem com que frequentemente deixemos questões que precisam ser resolvidas para depois, por mais que elas estejam incomodando.

Porém, quando o assunto é queda de cabelo, não dá para falar em atraso e muito menos em relaxar na busca de soluções. Todo o tempo que puder ser aproveitado é valioso!

Entenda neste artigo os principais motivos que justificam a necessidade de buscar o tratamento para a queda de cabelo o quanto antes.

1. É preciso diminuir os danos ao máximo

Você provavelmente já ouviu dizer que é normal perder cabelos diariamente, certo? De fato, é considerada comum a queda de uma média de até 100 fios por dia, como parte do próprio “ciclo de vida” de cada fio, e o padrão é que novos fios nasçam, reiniciando os ciclos de crescimento.

Mas é justamente nesse contexto que pode haver uma dificuldade em identificar a fronteira entre a queda de cabelo comum e um volume de queda atípico, que pode indicar a ocorrência de problemas capilares que precisam ser tratados.

No caso das mulheres, estima-se que, quando percebem a queda de cabelo, a perda dos fios já chegou a cerca de 30% do volume total, um número bastante expressivo. O que isso significa? Que é preciso correr contra o tempo para tirar o atraso e reparar os danos já ocasionados, realizando as avaliações e acompanhamentos necessários para identificação do problema e início do tratamento mais indicado para cada caso.

2. O problema não é instantâneo!

Ainda relacionado à necessidade de diminuição dos danos está o fato de que os problemas capilares não são vistos pelos especialistas como episódios instantâneos, ou seja, o enfraquecimento dos folículos e as quedas não são necessariamente uma resposta daquele momento. O mais comum é que os sinais de queda excessiva notados ao lavar ou pentear o cabelo sejam reflexos de danos ocorridos 3 ou 4 meses atrás, como se a “programação” daquela queda tivesse sido anterior. Por esse motivo, não dá para deixar para depois a resolução de uma questão que já vem sendo refletida no corpo, sob risco de acumular o problema.

Sobre os episódios que podem ser atribuídos como causas para as quedas de cabelo, há uma extensa lista de possíveis motivos, que passam por questões tanto fisiológicas quanto emocionais.

3. A queda de cabelo pode ser um sinal de alerta para a saúde do corpo

Uma visão essencial para lidar com os problemas capilares é não compreendê-los de maneira isolada – o que vale tanto no momento de diagnosticar o problema quanto para todo o tratamento a ser realizado.

Enfraquecimento e queda dos fios podem ser indícios importantes de que algo não está em equilíbrio na saúde do indivíduo, pois há diferentes fatores que influenciam no crescimento saudável dos fios, desde a alimentação até o estresse do dia a dia. Entenda os principais motivos em nosso artigo 5 motivos para o seu cabelo estar caindo”.

Como há a necessidade de realizar uma avaliação do couro cabeludo e dos fios, bem como uma análise do estado geral de saúde tanto emocional quanto física, o fator tempo será um grande aliado na busca de resultados mais rápidos e efetivos. Quanto mais tempo se demora para chegar ao tratamento, mais tempo para alcançar a recuperação desejada.

Para resultados mais efetivos, busque auxílio profissional

Todo o procedimento que vai da identificação do problema à realização do tratamento fica mais seguro quando realizado com o apoio do profissional especializado nas questões do couro cabeludo e cabelos: o tricologista.

Por meio de avaliações tricológicas e tratamentos altamente tecnológicos, feitos dentro de uma abordagem ampla e atenta à melhoria do estado geral do paciente, esse profissional está capacitado para fornecer a ajuda que você precisa para iniciar o tratamento o quanto antes, porém de maneira segura e confiável.

Saiba mais sobre a avaliação tricológica.